Departamento de Comunicação
09/11/2017 - 13:55 - Atualizado em 16/11/2017 - 08:42


Nota de Esclarecimento sobre transporte de merenda escolar

Nota de Esclarecimento sobre transporte de merenda escolar


                       Nota de esclarecimento

A Secretaria Municipal de Educação, em respeito à população paranaibense  e, em especial, aos estudantes, pais e familiares vem a  público esclarecer o conteúdo de boatos nas  redes sociais acerca do transporte da merenda escolar.

A merenda escolar contribui para o processo de aprendizagem, uma vez que nela estão contidos os nutrientes que possibilitam o desenvolvimento e formação de práticas alimentares saudáveis ao estudante.

Cônscia dessa importância, a atual gestão fez melhorias tanto na estrutura física como no quadro de funcionários para melhor atendimento da merenda: contratação de mais um nutricionista, chefe de cozinha, aumento de funcionários, compra de utensílios.

Nesse sentido, em relação a merenda das escolas do campo, além dos nutricionistas foi nomeado um funcionário, o qual possui uma vasta experiência nessa área. Compete  a esse funcionário escolher nas empresas licitadas os alimentos de acordo com os padrões de qualidades exigidos por lei e acompanhar a distribuição dos mesmos nas três escolas do campo. Outrossim, tem a função de observar, orientar e supervionar o armazenamento e higiene no local de acordo com o Manual de Orientações elaborado nesta administração.

Isso posto, dentro das limitações do município existe um esforço para que sejam respeitadas as condições  higiênico-sanitárias  dos alimentos.  Logo, o veículo que transporta os produtos alimentícios para a área rural está dentro das possibilidades e padrões de nossa realidade. Para isso,  utiliza-se recipientes isotérmicos para manter a temperatura dos alimentos perecíveis.

Ressalta-se que na Portaria CVS 15 de 7/11/1991, prescreve as características mínimas dos meios de transporte que são abertos, os quais devem possuir proteção de lonas, plásticos e outros. Sendo que os produtos devem estar fechados e embalados.

Ciente da versão veiculada no dia 8/11 nas redes sociais, imediatamente a Secretaria Municipal de Educação indagou ao responsável pelo transporte se haviam  produtos de limpezas juntos com gêneros alimentícios encaminhados a Escola Municipal João Chaves e o funcionário negou de forma categórica.

Ao contrário do noticiado, o funcionário sublinhou que sempre toma cuidados e que nesta semana não foi diferente: as frutas foram armazenadas em caixas de papelões fechadas e as carnes em caixas de isopor isotérmicas com gelo suficiente para o tempo de percurso. Sendo que ambas caixas não tiveram contato com o assoalho do veículo porque foram enlonadas conforme mostra as fotos veiculadas.

Em atitude deliberada para provocar um fato desabonador para a atual gestão, a responsável pela veiculação da notícia inverídica, sem autorização dos responsáveis pelo transporte, subiu na carroceria, retirou a lona de proteção e a tampa dos recipientes para produzir fotografias com o objetivo de dar a falsa impressão de desmazelo em visível  ação panfletaria através das redes sociais.

Embora a liberdade de expressão deva ser preservada há que se cuidar para que as manifestações de cunho pessoal não representem somente a clara intenção de denegrir o trabalho realizado pela atual administração.

 Entendemos que atitudes desta natureza, com maldade política não contribui para o avanço do setor educacional que se pretende para o nosso município. Para salvaguardar os interesses  do município, vamos instaurar uma sindicância para apurar responsabilidades.

   Os conflitos  sociais, econômicos e políticos existentes no país, para o bem comum da população, não pode continuar em Paranaíba. Por isso, esta gestão conclama estudantes, familiares, funcionários e sociedade em geral para juntos avançar em busca de um futuro melhor por meio  da Educação.

 


OUTRAS NOTÍCIAS: Educação

28
Mai
2018