Departamento de Comunicação
08/01/2018 - 13:17 - Atualizado em 11/01/2018 - 13:17


Mutirão para atender famílias atingidas pelas chuvas

Mutirão para atender famílias  atingidas pelas chuvas


 

As fortes chuvas que se abateram sobre diversas regiões de Mato Grosso do Sul e São Paulo, neste domingo (7) causaram transtornos e prejuízos em diversos pontos da cidade de Paranaíba, em especial nos bairros Daniel 5, Jardim Brasília e Jardim Redentora. O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) já havia emitido alerta para chuvas intensas neste domingo e madrugada de segunda feira.   Segundo o informe do Inmet, estava prevista chuva com entre 20 e 30 mm/h ou até 50 mm/dia, com ventos intensos (40-60 Km/h).

 Em Paranaíba, a violência das águas, destruiu ruas, inundou casas e desabrigou pessoas. Por determinação do prefeito Ronaldo Miziara as famílias desabrigadas serão atendidas pela Secretaria de Assistência Social e Secretaria de Obras, em regime de mutirão.. Equipes da Prefeitura Municipal  percorreram o os bairros mais afetados para amenizar o sofrimento dessas famílias. A Secretaria de Obras mobilizou  desde as primeiras horas de segunda-feir, equipes para atender emergências na recuperação dos estragos

O prefeito Ronaldo Miziara percorreu  os pontos mais críticos da cidade, na manhã de segunda-feira, levando aos moradores a solidariedade e a garantia do apoio do Poder Público para a superação desta dificuldade.

 Para ele, os problemas crônicos precisam ser enfrentados e resolvidos de forma definitiva. Miziara  apontou o relevo peculiar de Paranaiba com ladeiras  e poucas galerias de águas pluviais, bem como, a velocidade e o volume de águas em tão pouco tempo, como causas dos estragos.

A Secretaria de Assistência Social  acompanhou e auxiliou as famílias mais atingidas  com distribuição de cestas básicas. A Secretaria de Obras  dividiu quatro equipes pelo  Centro e bairros da cidade, retirando barro e entulhos de ruas, pontes e recuperando pontos críticos. A  Defesa Civil municipal foi ativada  para identificar os pontos onde casas e edificações estejam em risco.


OUTRAS NOTÍCIAS: Governo