Departamento de Comunicação
29/05/2018 - 12:22 - Atualizado em 29/05/2018 - 12:22


Paranaíba decreta situação de emergência e suspende temporariamente serviços públicos

Comité vai monitorar situação de abastecimento

Paranaíba decreta situação de emergência e suspende temporariamente serviços públicos


 

A Prefeitura de Paranaíba está suspendendo temporariamente serviços públicos, em função da paralisação dos caminhoneiros que está provocando o desabastecimento de produtos essenciais à prestação de serviços públicos como, combustível, gás e gêneros alimentícios. Nesta terça-feira (29), o Diário Oficial dos Municípios publicou o decreto n º 352 declarando situação de emergência e criando o Comitê de Gerenciamento de Crise composto por todos os secretários municipais.  

 De acordo com o decreto ficam temporariamente suspensos os serviços públicos discriminados: as aulas nas escolas localizadas no campo e as aulas dos alunos do campo na Escola municipal “Maria Luiza Correa Machado”; o transporte de pacientes fica restrito às ambulâncias em caso de urgência e emergência, hemodiálise e fornecimento de oxigênio; os projetos sociais prestados pela Assistência Social ficam restritos ao Acolhimento Institucional de Crianças e Adolescentes denominado “Abrigo Municipal Pâmela Silva”; a manutenção de vias públicas (urbanas e rurais), ficando restrita a limpeza em locais essenciais; os serviços realizados por equipamentos agrícolas e de assistência técnica prestados pela secretaria municipal de Agricultura e Pecuária.

As secretarias municipais, a Prefeitura e os demais órgãos e entidades integrantes da Administração Direta e indireta deverão implantar planos de racionalização de uso dos insumos no âmbito de suas respectivas competências, com o objetivo de preservar a continuidade das atividades básicas.

De acordo com o prefeito Ronaldo Miziara, o Comitê Gestor vai monitorar toda situação de abastecimento e operação dos serviços essenciais e poderá propor medidas visando a manutenção dos serviços públicos essenciais à população de Paranaíba.


OUTRAS NOTÍCIAS: Governo