Departamento de Comunicação
08/08/2018 - 08:41 - Atualizado em 09/08/2018 - 13:38


Campanha “Agosto Lilás” é lançada em Paranaíba

Campanha “Agosto Lilás” é lançada em Paranaíba


A Prefeitura Municipal de Paranaíba, através da Coordenadoria de Políticas Públicas para Mulheres Vítimas de Violência Doméstica promove, neste mês, o “Agosto Lilás” e o programa Maria da Penha Vai a Escola.  Serão realizados palestras e bate-papos em escolas e postos de saúde sobre a lei Maria da Penha e a sua efetividade.


A campanha, que é realizada em parceria com a Rede de Atendimento de Públicas Para as Mulheres,  tem o objetivo de sensibilizar a sociedade sobre a violência doméstica e familiar contra a mulher e divulgar a lei Maria da Penha.


A Coordenadora do Departamento de Políticas Públicas para as Mulheres da Prefeitura de Paranaíba, Rosemary Bevilaqua, destaca o objetivo da campanha “Nossas ações tem como objetivo a criação de uma nova cultura. De uma nova realidade que estabeleça e igualdade de tratamento e de poder entre homens e mulheres, para que realmente essa realidade mude, precisamos trabalhar todos em um único objetivo, com parcerias entre todos os poderes” concluiu.


Sobre o “Agosto Lilás” -  Agosto foi escolhido para discutir o tema ‘violência doméstica’ porque é o mesmo mês da sanção da Lei 11.340/2006, mais conhecida como Lei Maria da Penha. Ela é um marco histórico na defesa dos direitos das mulheres brasileiras.
 

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), a lei é a terceira melhor e mais avançada no mundo em relação ao enfrentamento à violência doméstica e familiar contra as mulheres. Ela foi criada em homenagem a Maria da Penha Maia Fernandes, vítima de violência doméstica por mais de 23 anos. Ocaso dela foi emblemático, pois levou à denúncia do Brasil na Comissão Interamericana de Direitos Humanos, comissão integrante da Organização dos Estados Americanos (OEA), que resultou na condenação internacional do Brasil, pela tolerância e omissão estatal nos casos de violência contra a mulher e, consequentemente, o país foi obrigado a cumprir algumas recomendações que levaram à criação da Lei Maria da Penha. Já a cor lilás é adotada pelo feminismo no mundo.


OUTRAS NOTÍCIAS: Governo