Departamento de Comunicação
03/09/2021 - 10:50 - Atualizado em 03/09/2021 - 12:08


Campanha Setembro Amarelo 2021

Setembro começou e mais uma campanha importante de conscientização está sendo executada pela Prefeitura de Paranaíba.

Campanha Setembro Amarelo 2021


As unidades de saúde do município são pontos de ajuda para escuta, acolhimento e encaminhamento para atendimento especializado. O CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) com sua equipe terapêutica está sempre pronto para realizar todo atendimento necessário. O Centro de Especialidades (Postão/Posto Central) possui profissionais capacitados e prontos para acolher e fornecer atendimento.

 

Neste mês diversas ações educativas serão realizadas nas unidades de saúde com o intuito de capacitar os cidadãos a identificar e fornecer ajuda até que atendimento especializado ocorra. Além disso, o Posto de Saúde Central está oferecendo suporte telefônico e presencial a quem precisar conversar (67) 99993-4378 e há também o atendimento pelo CVV (Centro de Valorização da Vida) pelo 188.

 

Desde 2014, “Setembro Amarelo” é uma campanha brasileira de prevenção ao suicídio. O mês foi escolhido para a campanha porque, desde 2003, o dia 10 de setembro é o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio.

 

As razões podem ser bem diferentes, porém  há muito mais gente do que se imagina que já pensou em suicídio. Segundo estudo realizado pela Unicamp, 17% dos brasileiros, em algum momento, pensaram seriamente em dar um fim à própria vida e, desses, 4,8% chegaram a elaborar um plano para isso. Em muitos casos é possível evitar que esses pensamentos suicidas se tornem realidade.

 

A primeira medida preventiva é a educação. Durante muito tempo, falar sobre suicídio foi um tabu, havia medo de se falar sobre o assunto. De uns tempos para cá, especialmente com o sucesso da campanha Setembro Amarelo, esta barreira foi derrubada e informações ligadas ao tema passaram a ser compartilhadas, possibilitando que as pessoas possam ter acesso a recursos de prevenção.

 

Devemos ficar atentos ao Isolamento, mudanças marcantes de hábitos, perda de interesse por atividades de que gostava, descuido com aparência, piora do desempenho na escola ou no trabalho, alterações no sono e no apetite, frases como “preferia estar morto” ou “quero desaparecer” podem indicar necessidade de ajuda.

 

Com a pandemia da Covid-19, a procura por atendimento psicológico e a ocorrência de suicídios aumentaram, visto que houve o surgimento ou o agravamento de transtornos psiquiátricos relacionados ao período pandêmico, principalmente ansiedade, depressão, dependência de álcool e outras substâncias. Além de outros fatores de risco presentes como violência doméstica, sentimento de perda de entes queridos, medo de adoecimento, entre outros.

 

DECOM

Stella Gonsalves

Arte: Marnei Marcelo


OUTRAS NOTÍCIAS: Saúde