Departamento de Comunicação
18/09/2015 - 11:05 - Atualizado em 18/09/2015 - 11:30


Vacinação antirrábica de cães e gatos acontece neste sábado

Os proprietários de animais podem procurar as escolas do município ou as unidades de saúde dos bairros Santo Antônio e Industrial de Lourdes, também haverá ponto de vacinação na Praça da República.

Vacinação antirrábica de cães e gatos acontece neste sábado


Os possuidores de cães e gatos devem ficar atentos neste sábado (19) para não perderem a Campanha de Vacinação Antirrábica que acontecerá nas escolas do município.

 

A vacinação é realizada pela Secretaria Municipal de Saúde através da equipe de vigilância sanitária e irá vacinar animais a partir de 60 dias de vida. Os tutores que por algum motivo não puderem levar seus animais até os pontos de vacinação poderão levar a dose para casa e realizar a aplicação.
 

Os proprietários podem procurar as escolas do município ou as unidades de saúde dos bairros Santo Antônio e Industrial de Lourdes, também haverá ponto de vacinação na Praça da República.

 

 

A raiva

Raiva canina: O período de incubação é, em geral, de 15 dias a dois meses. Na fase prodrômica os animais apresentam mudança de comportamento, escondem-se em locais escuros ou mostram uma agitação inusitada. Após 1 a 3 dias, ficam acentuados os sintomas de excitação. O cão se torna agressivo, com tendência a morder objetos, outros animais, o homem, inclusive o seu proprietário, e morde-se a si mesmo, muitas vezes provocando graves ferimentos. A salivação torna-se abundante, uma vez que o animal é incapaz de deglutir sua saliva, em virtude da paralisia dos músculos da deglutição. Há alteração do seu latido, que se torna rouco ou bitonal, em virtude da paralisia parcial das cordas vocais. Os cães infectados pelo vírus rábico têm propensão de abandonar suas casas e percorrer grandes distâncias, durante a qual podem atacar outros animais, disseminando, desta maneira, a raiva. Na fase final da doença, é freqüente observar convulsões generalizadas, que são seguidas de incoordenação motora e paralisia do tronco e dos membros.

 

A forma muda se caracteriza por predomínio de sintomas do tipo paralítico, sendo a fase de excitação extremamente curta ou imperceptível. A paralisia começa pela musculatura da cabeça e do pescoço; o animal apresenta dificuldade de deglutição e suspeita-se de “engasgo”, quando então seu proprietário tenta ajudá-lo, expondo-se à infecção. A seguir, vêm a paralisia e a morte.

 

Raiva felina: Na maioria das vezes a doença é do tipo furioso, com sintomatologia semelhante à raiva canina.

Observação: Especial atenção dever-se-á dar a outras sintomatologias que podem ocorrer quando a raiva em cães e gatos for transmitida por morcegos, fato que vem ocorrendo em algumas regiões do país.


OUTRAS NOTÍCIAS: Saúde

07
Ago
2019