Departamento de Comunicação
08/02/2017 - 12:18 - Atualizado em 15/02/2017 - 08:35


Fábrica da Latasa entrará em funcionamento este ano

Fábrica da Latasa entrará em funcionamento este ano


 

Líder no mercado brasileiro de reciclagem de alumínio há mais de 20 anos, a Latasa Reciclagem que atende 24 de Centros de Coleta em 14 estados deverá iniciar as operações em Paranaíba, até o fim deste ano.

A  garantia foi dada pelo presidente da empresa, Mario Franco Fernandes durante visita feita ao prefeito Ronaldo Miziara. Acompanhado do diretor de Gestão e Governança, Sérgio Eduardo Santos, ele veio conferir o atual estagio das obras da unidade que está sendo construída às margens da rodovia BR 158.

O presidente informou que a parte de construção civil está quase concluída, faltando ainda as instalações de sistemas elétricos, hidráulicos, construção de refeitório e guaritas, além de necessidade de drenagem e asfaltamento. Serão 10 mil m2 de área construída que ira abrigar a  fabrica para o processamento de material reciclado.

A Latasa Reciclagem é a maior empresa de reciclagem de alumínio do Brasil e a pioneira na implantação do sistema integrado de coleta e fundição de sucatas de latas de alumínio desde 1991.   

Quando entrar em operação deverá gerar aproximadamente 100 empregos diretos. Mario Fernandes convidou o prefeito Ronaldo Miziara, o vice-prefeito Cesinha Leal  e secretario de Indústria e Comércio, Claudio Agi para visitarem as instalações da fabrica da Latasa.

O presidente mostrou os três grandes fornos que foram deslocados de outras unidades e que já estão no interior da fabrica. Os equipamentos serão responsáveis por transformar as sucatas em alumínio liquido e que depois são transformados em lingotes e perfis de alumínio.

Ele disse que mesmo diante da grave crise econômica o setor de reciclados não para. Fernandes explicou que a fabrica de Paranaíba ira receber a coleta de latinhas das cidades do Centro Oeste.

Presente em 14 Estados, os Centros Coleta atuam na captação de sucata de alumínio em todo território nacional e asseguram o suprimento de matéria prima para suas plantas de fundição. Aproximadamente 25 mil toneladas de sucata de latinhas são processadas mensalmente pelo grupo.

Marco Fernandes disse que a unidade de Paranaíba é o projeto mais importante do grupo ReciclarBR  e mesmo diante da crise econômica, não deixou de investir para garantir o cumprimento do cronograma

 Durante a visita do governador Reinaldo Azambuja,s na próxima quinta feira (9), o prefeito Ronaldo Miziara argumentará pela necessidade de manutenção do incentivos estaduais para garantir a permanência de industrias na região.

(foto JS Depto de Imprensa)


OUTRAS NOTÍCIAS: Indústria e Comércio

09
Jul
2018