Departamento de Comunicação
26/04/2021 - 15:16 - Atualizado em 26/04/2021 - 16:56


Vacinas recebidas de Coronavac são insuficientes para atender demanda da segunda dose

Cada vez mais o repasse de doses de vacinas tem surpreendido a Administração Municipal pela pequena quantidade enviada, causada por atrasos de distribuição de insumos. No último sábado, 24, foram recebidas 180 doses da vacina Coronavac e 625 doses do imunizante Astrazeneca. As doses da Coronavac são insuficientes para atender a demanda de D2, que atualmente é de 500 habitantes imunizados com a primeira dosagem.

Vacinas recebidas de Coronavac são insuficientes para atender demanda da segunda dose


Cada vez mais o repasse de doses de vacinas tem surpreendido a Administração Municipal pela pequena quantidade enviada, causada por atrasos de distribuição de insumos. No último sábado, 24, foram recebidas 180 doses da vacina Coronavac e 625 doses do imunizante Astrazeneca. As doses da Coronavac são insuficientes para atender a demanda de D2, que atualmente é de 500 habitantes imunizados com a primeira dosagem.

 

Atenta ao cronograma de vacinação de seus munícipes, a Prefeitura informa que foi criado o programa de imunização e atenderá àqueles que já estavam agendados para quarta-feira, 22, nesta segunda-feira, 26. O prefeito Maycol Queiroz informou que devido ao atraso nos envios, foi traçado um plano de vacinação para atender a população da melhor maneira. “Temos 500 pessoas para serem vacinadas essa semana com a Coronavac, que venceu semana passada. Adotamos o critério de vacinar quem estava agendado primeiro. Todo mundo vê a falta de vacina e estamos preocupados com tudo isso. Não temos culpa, cada semana diminui muito”, explicou o prefeito.

 

Considerando que o Ministério da Saúde, por meio do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, anunciou aos Estados alterações no cronograma de entrega da Coronavac/Butantan devido ao atraso no recebimento de insumos para fabricação da vacina, a Secretaria Municipal de Saúde de Paranaíba, frisa que possivelmente haverá atraso no envio de doses necessárias para findar o esquema da segunda dose (D2) da Coronavac no município.

 

De acordo com a coordenadora de imunização, Vania Cristina Zangrossi de Oliveira, serão distribuídas 20 doses para cada ponto de vacinação no município. “São 20 doses de Coronavac em cada unidade para a segunda dose, sendo que temos perda de dose devido aos frascos não estar dando 10 doses. Por outro lado, teremos 70 doses de Astrazeneca para cada unidade, reservando 60 doses para a segunda aplicação até o dia 30 de abril. Sabemos que Mato Grosso do Sul está entre os estados que apresenta a melhor distribuição e aplicação de doses no País, pedimos novamente que a população tenha paciência e compreensão”, concluiu.

 

A Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul reforçou que tão logo o Ministério da Saúde adquira quantitativo suficiente enviará as doses necessárias para a finalização de todos os esquemas vacinal com a administração da segunda dose (D2). Importante ressaltar que o atraso no envio das doses da Coronavac não compromete a eficácia da vacina nos pacientes.

 

 

Doses aplicadas até o momento

 

Levantamento oficial realizado pela Secretaria de Saúde apurou que, referente à primeira dose, foram aplicadas 6.452 doses das vacinas contra a Covid-19 em todo o Município. Em relação à segunda dose foram vacinadas 2.539 pessoas.

 

Os dados deste boletim foram atualizados às 17h do dia 20 de abril.

 

 

Otávio Armando e Luana Chaves

DECOM

 

 


OUTRAS NOTÍCIAS: Saude