Departamento de Comunicação
30/04/2021 - 08:09 - Atualizado em 30/04/2021 - 08:09


Coordenadoria de Políticas para Mulheres visita Casa da Mulher Brasileira de Campo Grande

Coordenadoria de Políticas para Mulheres visita Casa da Mulher Brasileira de Campo Grande


Na manhã desta quarta-feira, 28, a Prefeitura de Paranaíba foi representada pela Coordenadoria de Políticas para Mulheres em visita na Casa da Mulher Brasileira, principal órgão do Estado de Mato Grosso do Sul de apoio às mulheres vítimas de violência doméstica e familiar. O objetivo do Município é utilizar os serviços oferecidos que são referência em todo o Brasil.

 

A coordenadora Wanice Luciana de Oliveira foi recepcionada pela superintendente da Subsecretaria de Políticas para a Mulher e Casa da Mulher Brasileira, Tai  Loschi, que apresentou o acolhimento e proteção oferecidos para as mulheres vítimas de violência 24 horas, todos os dias.

 

Durante a reunião, Wanice Luciana destacou que a gestão municipal pretende trabalhar para fortalecer os atendimentos da rede de enfrentamento de violência à mulher e solicitou orientações da Casa da Mulher Brasileira para traçar o plano de ações que possibilitarão melhorias nos atendimentos da rede.

 

Loschi explicou ser preciso articular e fazer a transversalidade com as outras políticas públicas que apoiam a ideia de proteção à mulher, utilizando datas emblemáticas que reforçam a necessidade da vítima procurar por ajuda.

 

“É importante fazer a criação do Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres. Como coordenadora você deve constituir o grupo da rede de serviços. O conselho controla e fiscaliza com os indicados da Prefeitura, com o número de membros paritários da sociedade civil. Pela experiência há mais de 32 anos, com 17 anos neste serviço, sugiro que não coloquem um número grande de integrantes, quanto maior o número de representatividade maior a possibilidade de não dar quórum”, orientou.

 

O encontro também contou com a participação de Carla Stephanini, subsecretária de Políticas para a Mulher, que acrescentou ser preciso o  Conselho contar com membros das secretarias de Saúde, Educação, Assistência Social, Desenvolvimento Econômico, Habitacional e sociedade civil, pois toda ação de proteção está ligada à diversas situações. Ela solicitou ainda que Paranaíba utilize da cópia da Lei do Conselho Municipal do Direito da Mulher de Campo Grande, disponível no Diário Oficial, para ter parâmetros a seguir.

 

“O que precisarem da gente pode contar; a gente se ajuda. Essa política pública é jovem em relação as demais, mas já mostrou a que veio e veio para ficar. Nós estamos trabalhando a garantia dos direitos de mais da metade da população, que são as mulheres”, falou.

 

Ao final, Tai apresentou a forma de trabalho, as campanhas feitas para a proteção da mulher e o relatório de atendimento, reconhecendo a importância dos serviços de todos os setores da Casa da Mulher Brasileira.

 

Luana Chaves

DECOM

 


OUTRAS NOTÍCIAS: Governo