Departamento de Comunicação
25/05/2021 - 10:42 - Atualizado em 25/05/2021 - 10:42


Vacinação: Paranaíba recebeu doses remanescentes da segunda dose de CORONAVAC

Vacinação: Paranaíba recebeu doses remanescentes da segunda dose de CORONAVAC


Na última sexta-feira, 21, Paranaíba recebeu 560 doses remanescentes da Coronavac, do Instituto Butantan, para atender a segunda dose de vacinação dos cidadãos que esperavam pelo reforço. O Município já recebeu 12.103 doses do imunizante. 

 


A Secretaria Municipal de Saúde fez a distribuição das doses para as Unidades Básicas de Saúde na manhã desta segunda-feira,24, e pretende concluir com a vacinação até esta terça-feira, 25.

 


“As pessoas que estão na espera devem procurar sua unidade para concluirmos a D2 de Coronavac. Temos um pequeno excedente para atender aqueles que estão com COVID, àqueles que estão de licença médica ou que tomaram vacina da gripe; estes estão reservados dentro desta quantidade”, disse Celso dos Santos Costa, servidor do Setor de Imunização. 

 


Para a segunda dose não é preciso agendamento, é prioridade para os que tomaram a vacina. Segundo informou a nível nacional o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, a segunda dose da Coronavac deve ser aplicada mesmo com atraso em relação ao prazo definido na bula, de 28 dias. A orientação leva em conta a escassez do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), matéria-prima importada necessária para produção do imunizante.

 


“O atraso na segunda dose não terá prejuízo da resposta imunológica, mas não se pode deixar de receber, mesmo 40, 50 ou 60 dias depois”, afirmou. 

 


A Vigilância Epidemiológica ressalta que em Paranaíba estão reservadas 860 doses de AstraZeneca para a segunda dose e 1.300 doses para a primeira dosagem voltadas para profissionais de Educação, que iniciará nesta terça-feira, 25. “Apesar disto, não temos acesso a relatórios do e-vacine e Si-Pni onde estão registrados todos os dados da vacinação e constam divergências entre o realizado efetivamente pelo município e o registrado nestes sites”, explicou Celso.

 

DECOM
Luana Chaves
Imagem: Marnei Marcelo


OUTRAS NOTÍCIAS: Saude